Objetivos financeiros: a melhor maneira de concretizá-los

Como você está em relação à concretização de seus objetivos financeiros? Seus sonhos sempre viram planos de ações viáveis ou ficam apenas como algo distante em sua mente?

Neste artigo, falarei sobre a melhor maneira de garantir que você e sua família consigam colocar objetivos financeiros em prática e como concretizá-los.

Exemplo prático de como alcançar objetivos financeiros

Para exemplificar o que eu vou explicar neste artigo, quero compartilhar com você uma história que eu conto eu meu livro “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos”. Trata-se sobre como a conquista dos seus vários objetivos de vida pode ficar mais fácil com o uso de uma estratégia simples que a maioria das pessoas não dá a devida importância.

Márcia e Milton tinham um grande objetivo: alcançar o montante de R$ 800 mil antes de completarem 45 anos de idade para que pudessem viver de renda ou abrir um negócio próprio. Era um plano bem traçado.

Os dois precisariam guardar 25% de tudo que ganhavam e alocar esse montante em bons investimentos. Mas como o prazo era longo, o plano exigiria deles sacrifícios e, principalmente, disciplina para que não desistissem no meio do caminho.

Como não desistir dos objetivos

Baseado no planejamento da maioria das famílias, posso afirmar que não seria surpresa caso eles ficassem tentados a desistir — e isso quase aconteceu em duas ocasiões.

A primeira foi exatamente 10 anos antes do fim do prazo quando nasceu a Mariana, primeira filha do casal. De repente, perceberam que os gastos com a criança os impediriam de poupar os 25% de salário que vinham guardando. Agora, só poderiam guardar 16%.

Em vez de desistirem, eles perceberam que o objetivo ainda poderia ser realizado. Para isto, deveriam ser mais seletivos em seus investimentos.

Então, decidiram sacar parte do dinheiro e fazer um curso de finanças pessoais e investimentos que aprimorasse o conhecimento na área. Resultado: o casal aplicou tão bem o que aprendeu que, quando o Milton completou 42 anos, já comentava com orgulho que conseguiria atingir o objetivo dos R$ 800 mil acumulados dois anos e meio antes do prazo.

Comprometimento é a chave

Segundo o próprio Milton, houve um motivo muito claro que ajudou o casal a se manter firme em seu objetivo: eles se comprometeram com as metas por escrito.

Pode parecer bobagem, mas existem vários estudos que embasam essa teoria. Visualizar aquilo que nos comprometemos a alcançar não apenas nos ajuda a firmar no pensamento esse compromisso, como também nos dá motivação adicional para continuar com o objetivo, mesmo diante de tentações, aparentemente, inevitáveis.

Defina o que é importante para você

Perceba que Márcia e Milton não apenas queriam acumular R$ 800 mil — eles queriam ter recursos suficientes para viver de renda ou abrir um negócio próprio. Portanto, eles tinham noção exata porque este objetivo era importante para o casal. Tendo isso com clareza, todas as demais decisões serão mais alinhadas com o projeto.

É fundamental sempre lembrar que apenas você e sua família sabem o que é importante. Eu não posso dizer para você o que é importante na sua realidade, na sua fé, na sua rotina ou no lugar que você vive. Cada pessoa tem os seus valores, seu conjunto de crenças e isso determina o que é realmente essencial para você.

Conclusão

Independentemente de quais forem seus objetivos financeiros e do prazo deles, faça como Milton e Márcia: converse em família a respeito das metas (coletivas e individuais), analise o orçamento para adequá-las à necessidade de fazer reservas para elas e coloque tudo no papel ou planilha. Façam um compromisso do seu projeto. Garanto que, ao seguir essa estratégia, a chance de sucesso serão multiplicadas.

Fonte: BTG


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *