O período de férias é muito esperado pelas crianças. Afinal, há a mudança para uma rotina mais flexível: os dias servem para descansar dos compromissos e aproveitar o tempo com a família. Porém, também podem surgir alguns desafios nesse tempo sem aulas. 

Geralmente, os pais criam planos de viagens e atividades que exigem dinheiro para entreter os pequenos. Com isso, o orçamento familiar pode ser comprometido, pois os gastos podem ficar elevados. Para evitar esse problema, é preciso saber como desfrutar do período de lazer sem se endividar. 

Para descobrir a resposta, leia a seguir as 6 dicas que organizei para você cuidar do seu planejamento orçamentário quando as crianças estão de férias! 

Envolva as crianças na produção do planejamento 

educação financeira é fundamental para as crianças se tornarem adultos mais conscientes com relação ao próprio dinheiro. Devido a isso, os planejamentos familiares sobre o dinheiro também devem incluir os pequenos. 

Nesse contexto, é importante utilizar o diálogo de forma adaptada, conforme a idade de cada criança. A ideia é mostrar a elas de onde vem o dinheiro e para que ele serve. A partir disso, os planos para as férias serão mais realistas, de acordo com a realidade financeira da família. 

Dessa maneira, as crianças entenderão o motivo das decisões tomadas. Assim, a tendência é que o período de férias se torne mais tranquilo para as finanças, pois os filhos participam de todo o processo de organização. 

Logo, o ensinamento sobre o dinheiro permite a criação de metas com o envolvimento da família inteira. Quanto antes você conseguir incluir as crianças na organização financeira, mais fácil será vivenciar experiências que exigem planejamento

Pontue os gastos fixos e variáveis 

Um planejamento detalhado facilita a definição de um orçamento para realizar as atividades desejadas durante as férias das crianças. Uma maneira de fazer isso é categorizar os tipos de gastos em fixos e variáveis

Gastos fixos são aqueles que não se modificam e que você consegue planejar com antecedência. Por exemplo, o preço do hotel, das passagens e das entradas em atrações em uma viagem. Em geral, essas informações podem ser consultadas na internet. 

Por outro lado, os gastos variáveis não têm essa precisão e necessitam de maior atenção. Isso porque são quantias que podem se alterar durante a viagem e causar imprevistos no orçamento. Aqui, entram números prováveis, mas que podem ser maiores ou menores do que o esperado. 

Para exemplificar, esses valores se relacionam às compras de roupas ou outros itens, a alimentação em restaurantes e até mesmo os gastos no mercado. 

Perceba que o planejamento deve ser o mais completo possível. Dessa forma, os imprevistos não terão forte influência sobre o orçamento durante o período de descanso. Tenha em mente que a organização é fundamental na hora de sair de férias. 

Crie metas semanais 

Como você viu, o planejamento permite que você se organize e guarde dinheiro para os passeios almejados. Após a visualização dos gastos fixos e variáveis, há a possibilidade de criar metas semanais para poupar dinheiro. 

Assim, você poderá instigar as crianças a economizarem por um objetivo familiar. Lembre-se de que o processo deverá ser bem explicado para que elas participem da economia. Uma forma de fazer isso é deixar claro que haverá recompensas futuras se elas conseguirem guardar dinheiro no presente. 

Com isso, toda a família se esforça para alcançar uma meta comum e que possam desfrutar em conjunto nas férias. 

Não use sua reserva de emergência sem necessidade 

Você sabe a importância de manter uma reserva de emergência? Ela é o montante economizado que deve suprir, pelo menos, 6 meses da renda mensal da família e auxilia em casos de imprevistos. Por isso, ela não deve ser utilizada em outras atividades que não sejam de extrema necessidade. 

Entretanto, ao surgirem oportunidades de aproveitar as férias, é comum pensar em utilizar a reserva para ajudar a pagar os custos envolvidos no lazer. Então tenha em mente que essa não é uma prática recomendada.  

Inclusive, durante as férias, com viagens, passeios e mais brincadeiras, podem surgir imprevistos. Um problema no carro, um atraso na viagem ou até um acidente que exija consultas médicas e exames são exemplos mais frequentes nas férias.  

Logo, ter a reserva de emergência disponível pode ser fundamental para superar os transtornos sem dificuldades financeiras e endividamento.  

Organize passeios divertidos e mais baratos 

Se divertir não precisa ser caro. Portanto, na hora de decidir as atividades para fazer nas férias, use a internet a seu favor e busque por opções interessantes e mais acessíveis. Você pode pesquisar lugares públicos que ofereçam um espaço agradável para passar o tempo, por exemplo. 

Outra possibilidade é preparar e realizar um piquenique, o que pode ser uma memória eternizada para as crianças. Para isso, junte os familiares para preparar os quitutes e depois partir para um gramado em dia de sol. 

Também há as praças com brinquedos divertidos. Essa é uma ótima forma de fazer com que as crianças gastem energia e aproveitem o dia. Além disso, os acampamentos podem fazer sucesso e normalmente são opções baratas. 

Ainda, existem alternativas para as famílias mais caseiras, como organizar uma noite de cinema em casa, festa do pijama, preparação de pizza, jogos de adivinhação, entre outros. Nesse momento, use a criatividade para montar um roteiro atraente para todos. 

Priorize a qualidade de vida 

Embora o planejamento seja uma maneira de simplificar e auxiliar a execução de metas, o controle de gastos não pode transformar as férias em obrigações desconfortáveis a serem seguidas. Dessa forma, a organização deve priorizar a satisfação pessoal e familiar

Portanto, o corte ou a economia de gastos deve ser consciente e possuir uma finalidade coerente. Afinal, a privação de compra sem uma meta estipulada de maneira razoável poderá trazer estresse e desentendimentos. Gradualmente, e sem desespero, o cuidado com o dinheiro vira uma rotina. 

Você percebeu que as crianças de férias não precisam ser um problema orçamentário a ser resolvido? Dessa maneira, basta se organizar e seguir estas 6 dicas para que o período de descanso seja aproveitado por todos os familiares. 

Que tal aproveitar os diferentes investimentos do mercado com uma instituição sólida e completa? Abra sua conta com a Delta

Fonte: btg


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *