Como mudar a vida financeira: 12 perguntas para refletir

Não existe nada mais importante para o planejamento financeiro do que conhecer a fundo sua situação atual, o que te move e o que você pretende construir para o futuro.

Neste artigo, você entenderá como mudar a vida financeira com uma prática fundamental capaz de ajudá-lo a fazer escolhas mais eficientes. Infelizmente, a maioria das pessoas ainda a ignora ao traçar um planejamento. Trata-se do autoconhecimento.

Autoconhecimento é a chave

É preciso parar e pensar para descobrir como você deseja conduzir sua vida nos próximos anos e o que necessita fazer para seus planos estarem alinhados a isso.

Se você já foi atendido por algum consultor financeiro, com certeza se deparou com uma primeira etapa de trabalho muito mais voltada a perguntas, do que obteve alguma resposta.

Indagações como “O que você faz com sua renda?” e “Quais são seus planos para os próximos anos?” são um convite para refletir sobre temas que formam a essência da sua vida, e que por alguma razão, dificilmente haviam sido feitas antes a você.

Não basta saber que o seu dinheiro é suficiente para pagar as contas. É necessário levar em consideração que você, provavelmente, viverá muitos anos a mais do que seus pais e avós, e por isso, terá uma vida muito mais longa do que a própria carreira. Para estar preparado, o autoconhecimento é o principal aliado nesse processo.

12 perguntas para transformar sua vida financeira

Para ajudá-lo com a prática do autoconhecimento, entendendo como mudar sua vida financeira ao fazer escolhas mais inteligentes e a tomar grandes decisões sobre o futuro do seu patrimônio e de sua carreira, faço um convite para refletir em cima de 12 questões práticas publicadas, pela primeira vez, no meu livro “Como organizar sua vida financeira“.

Acredite: por mais óbvias que algumas dessas questões possam parecer, é bastante provável que você se esqueça de pensar sobre elas no seu dia a dia. Essa é a minha proposta: pare e pense. Vamos a elas:

1) Qual a sua idade?

2) Você se sente seguro com a renda do trabalho e dos investimentos?

3) Daqui a quantos anos você espera alcançar a independência financeira, mesmo que seja parcial, para viabilizar uma mudança significativa no seu estilo de vida?

4) Você espera viver por mais quantos anos?

5) Ao investir, você prefere uma gestão do tipo “faça você mesmo” ou prefere pagar a terceiros para gerirem sua carteira?

6) Quais são os objetivos dos seus investimentos?

7) Quando você pretende começar a retirar dinheiro da sua carteira de investimentos?

8) Quanta perda você admitiria em sua carteira, sem abalar a sua estabilidade financeira e emocional?

9) Você continuará fazendo aportes em sua carteira de investimentos após se aposentar?

10) Quão confiante você se sente em relação às suas projeções de renda e gastos futuros?

11) Se fosse necessário, você conseguiria aumentar sua renda para atingir seus objetivos?

12) Quais decisões você tomou para proteger seu patrimônio e seu potencial de renda?

Conclusão

Essas perguntas compõem o cerne do que vejo ser fundamental para você compreender com mais clareza como mudar sua vida financeira.

Assuma o seu lado consultor financeiro, anote essas perguntas e as faça, aí mesmo, de tempos em tempos, especialmente no dia da faxina de contas anual. Ou talvez quando você faz ou deveria fazer um balanço do ano que passou e dos ajustes para o próximo ano ou quando faz sua declaração do imposto de renda.

Isso, seguramente, ajudará você a traçar estratégias cada vez mais inteligentes para os objetivos que você realmente quer conquistar.

Sucesso em suas escolhas!

Fonte: btgpactualdigital


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *