Como investir bem: os 7 mandamentos

Não existe dúvida mais frequente de qual seria a melhor maneira de fazer bons investimentos, e claro que isso não me surpreende. Afinal, é preciso saber como investir bem para multiplicar nossas riquezas e conquistar a independência financeira.

Porém existem inúmeras histórias de pessoas que pouparam e investiram a vida toda para garantir um futuro mais rico, mas chegaram à idade da aposentadoria com a necessidade de vender suas posses para manter um dia a dia digno.

É por este motivo que não basta apenas entender como investir bem, mas sim investir com inteligência. Elenquei sete mandamentos para garantir que seus investimentos caminhem sempre lado a lado com seus planos, assim você concretizará mais objetivos em sua vida.

1º mandamento: nunca ignore os efeitos da inflação

Muitas pessoas fazem planos para o futuro e esquecem que o dinheiro se desvaloriza. O chocolate que custa R$ 5 hoje, por exemplo, pode custar R$ 20 amanhã. Aquele carro de R$ 50 mil que você está de olho poderá valer R$ 100 mil. Fique sempre atento aos efeitos da inflação, tanto sobre os rendimentos dos seus investimentos, quanto sobre o valor das suas aplicações periódicas. Negligenciar isso pode minar completamente os seus planos para o futuro.

2º mandamento: vença seus impulsos de consumo

Não assuma gastos fora dos planos. É preciso controlar não apenas os grandes compromissos como também os pequenos desperdícios, e isso requer um controle diário dos gastos nos quais você não pode se exceder.

Se você se comprometer com um custo alto, como a compra de um carro, é fundamental colocar sempre no papel as consequências que esta compra trará para você. Adquirir um carro não significa apenas arcar com o valor da compra, mas também com gastos extras com combustível, seguro, manutenção, estacionamento, entre outros. Não esqueça também de analisar essas despesas.

3º mandamento: inclua o plano de saúde entre os seus gastos com bem-estar

Não quero parecer clichê, mas prevenir é sempre melhor do que remediar. Às vezes podemos passar a vida inteira pagando por um plano de saúde sem nunca utilizá-lo. No entanto, todos conhecemos a ineficiência do sistema de saúde público brasileiro, e o custo com médicos, medicamentos e tratamentos em hospitais particulares podem ser altos a ponto de levar uma família à falência.

Por isso, mesmo que você dificilmente usufrua do seu plano, mantê-lo fará toda a diferença caso um dia realmente precise de um.

4º mandamento: conscientize seus filhos da importância do planejamento financeiro

A educação formal não costuma ter foco no desenvolvimento da inteligência financeira. Cabe a você ajudar seus filhos a desenvolver um pensamento que leva a uma vida mais rica e de melhores escolhas.

Converse com eles sobre dinheiro, ensine o valor das coisas, dê responsabilidades e mostre a importância da disciplina na realização de sonhos. Essa conscientização pode fazer a diferença entre ter um filho independente e outro que passará o resto da vida pedindo ajuda para você.

5º mandamento: busque sempre novas informações sobre investimentos tradicionais e novos investimentos

Mudanças ao longo da vida acontecem, então se a sua ideia é otimizar os seus ganhos, nunca se acomode com as suas aplicações. Saber como investir bem é estudar o mercado financeiro, fazer avaliações regulares periódicas sobre o desempenho dos seus investimentos e comparar com produtos semelhantes em outras instituições.

Nunca esqueça: o produto podia ser bom quando você o adquiriu, mas agora talvez não seja mais.

6º mandamento: tenha uma atitude conservadora em suas projeções

Muita gente faz planos baseados em conquistas que talvez nem aconteçam. Sabe quando você fica pensando em um possível bônus ou na promoção da sua empresa? Em um lucro acima do normal em algum negócio? Ou mesmo na chegada de alguma herança ou prêmio na loteria?

Jamais leve isso para o seu planejamento. É sempre bom ter sorte, mas não podemos contar com ela em nossos planos. Se algum dinheiro inesperado aparecer, ótimo — vai ser a sua oportunidade de rever sonhos e objetivos com inteligência financeira. No entanto, se não acontecer, você continuará preparado para seguir o seu plano já desenhado.

7º mandamento: jamais deixe de destinar gastos e tempo para diversão, cuidados pessoais e lazer

Existem muitas pessoas ricas com pouco dinheiro e muitas pessoas pobres com muitos recursos. Como eu sempre digo, dinheiro é apenas mais uma entre as diversas riquezas que podemos ter.

Então, não troque o que te faz feliz pela poupança. Reserve gastos para aquele programa com os amigos, um jantar especial, uma viagem ou um curso que você deseja fazer, mesmo que precise simplificar o restante do seu estilo de vida, como moradia, carro e outros custos fixos.

Conclusão

Um plano de independência financeira envolve romper maus hábitos e desenvolver uma forte disciplina para enriquecer. Mas a partir do momento em que esse plano é colocado em prática, tudo tende a evoluir naturalmente.

Mantenha o foco no equilíbrio, nos seus objetivos e busque sempre seguir esses mandamentos. Tenho certeza de que, ao aprender como investir bem, você colherá muito mais no futuro sem afetar a sua qualidade de vida no presente.

Sucesso em suas escolhas!

Fonte: btgpactualdigital


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *