A busca por crédito é bastante comum entre empresas de todos os portes. Afinal, por meio dele, as organizações podem obter capital de giro, adquirir equipamentos, investir em expansão e muito mais. Mas você sabe qual tipo de empréstimo escolher e como fazer isso de maneira adequada?

Embora seja uma prática comum no meio empresarial, é normal que gestores e empreendedores enfrentem algumas dúvidas e dificuldades para encontrar a solução mais adequada. Por conta disso, eles tomam decisões que podem comprometer as finanças da organização e até a sua continuidade.

Para evitar essas situações, confira neste post quais são as opções de empréstimo para empresas, qual tipo escolher e de que forma você deve utilizar esse crédito.

Tenha uma excelente leitura!

O que é um empréstimo para empresas?

Um empréstimo para empresas é um tipo de transação em que uma instituição financeira disponibiliza um determinado valor para companhias. Essa transação ocorre mediante assinatura de um contrato com prazos, taxas de juros e condições previamente estabelecidas.

Algumas linhas de crédito consideram, ainda, a finalidade da quantia emprestada ou o segmento de atuação do negócio. Esse tipo de empréstimo é oferecido por instituições como bancos, cooperativas de crédito e fintechs — cada uma com características e requisitos distintos.

Na prática, o empréstimo para empresas consiste em uma solução financeira em que organizações buscam capital de terceiros para diversos fins, como fazer investimentos de modo a potencializar os resultados do negócio ou para resolver pendências, como dívidas.

O principal propósito de um empréstimo para uma empresa está em possibilitar (ou antecipar) a utilização de uma quantia mais elevada do que a presente no caixa. Assim, diferentes objetivos financeiros podem ser facilitados e concretizados.

Como esses empréstimos funcionam?

Como você viu, o empréstimo para empresas é um tipo de crédito disponibilizado por diferentes instituições financeiras, com características individuais. Ainda assim, de modo geral, é necessário seguir três etapas principais para obter recursos para a sua organização.

Conheça cada uma delas e veja como esse processo funciona!

Requisitos e documentação

Primeiramente, é necessário fornecer algumas informações e documentos específicos para a instituição, referentes à companhia e suas finanças empresariais, como:

  • CNPJ;
  • Contrato social com atualizações;
  • Alvará de funcionamento;
  • Registro da empresa;
  • Balanço patrimonial;
  • Receita;
  • Demonstrativo de resultados;
  • Fluxo de caixa.

Vale ressaltar que essas informações e documentos podem variar, dependendo da instituição financeira e do tipo de empréstimo solicitado.

Análise de crédito

Após a apresentação dos documentos, a instituição financeira realizará uma análise detalhada das informações fornecidas pela empresa. A finalidade é avaliar a capacidade de pagamento da organização, o histórico de crédito, o fluxo de caixa e outros aspectos relevantes.

Com essas informações, a instituição credora consegue determinar a viabilidade de conceder o empréstimo para a companhia e estabelecer as condições, como taxa de juros, prazo de pagamento e garantias.

É válido ressaltar que cada instituição financeira tem suas próprias políticas e critérios para análise de crédito. Portanto, é fundamental fazer uma boa pesquisa e comparar as opções disponíveis no mercado para encontrar aquela que melhor atenda a sua organização.

Aprovação e liberação dos recursos

Após a análise de crédito, caso não ocorram problemas, chega-se à etapa de aprovação e liberação dos recursos. Uma vez autorizada a solicitação de empréstimo, a instituição financeira formaliza um contrato, estabelecendo todas as condições acordadas entre as partes.

Esse documento deve ser assinado pela empresa e, depois disso, o dinheiro é cedido para a organização. Vale observar que, a partir desse momento, o pagamento das parcelas precisará ser feito conforme o cronograma estabelecido no contrato.

Em geral, a quitação deve ser feita mensalmente. Esta é a forma de a empresa devolver o dinheiro que pegou emprestado da instituição financeira, com o acréscimo de juros. Afinal, é assim que o banco, cooperativa de crédito ou fintech obtém lucro na operação.

Quais são os benefícios desse tipo de empréstimo?

Após entender o que é e como funciona o empréstimo para empresas, vale conhecer as principais vantagens de recorrer a essa solução.

Acompanhe!

Permite gerar capital de giro

Um dos principais benefícios do empréstimo para empresas é que ele possibilita gerar capital de giro — montante que uma empresa tem disponível para financiar suas operações diárias, como pagamento de salários, compra de matéria-prima, pagamento de fornecedores, pagamento de contas, despesas operacionais etc.

Muitas vezes, as empresas enfrentam desafios de fluxo de caixa, especialmente quando há um descasamento mais expressivo entre os recebimentos e os pagamentos. Neste sentido, o empréstimo pode fornecer o capital necessário para cobrir essas lacunas temporárias.

Dessa forma, a obtenção de crédito ajuda a garantir que a empresa continue suas atividades sem interrupções. Com o capital de giro adequado, a companhia pode cumprir suas obrigações financeiras e operar de forma eficiente, evitando a inadimplência.

Possibilita diferentes investimentos

Outro benefício do empréstimo para empresas é que esse tipo de crédito possibilita a realização de diferentes investimentos. Por exemplo, a organização pode abrir novas unidades, comprar máquinas e equipamentos, realizar reformas e melhorias na infraestrutura, investir em tecnologias e inovação, modernizar suas instalações.

A solução permite impulsionar o crescimento da companhia, aumentar a sua capacidade produtiva, destacar-se da concorrência e obter melhores resultados.

Permite superar momentos de dificuldade

Quando uma empresa solicita um empréstimo, ela tende a melhorar a sua liquidez. Com isso, o negócio otimiza sua capacidade de pagar dívidas e tem mais chances de superar momentos de emergência e dificuldade — em especial, durante crises.

Oferece flexibilidade

Outro aspecto que vale ser ressaltado sobre o empréstimo empresarial é que ele é um tipo de crédito que oferece flexibilidade. O motivo é que não existe somente uma opção disponível no mercado.

Você pode encontrar soluções em diferentes instituições financeiras, cada uma com suas próprias características e condições. Essa variedade permite que você escolha a alternativa mais adequada às suas necessidades e capacidade de pagamento.

Quais são os tipos de empréstimos disponíveis para empresas?

Você entendeu que solicitar um empréstimo para empresas é uma opção que pode gerar diversos benefícios para as organizações.

Agora, veja quais são os tipos de crédito que você pode solicitar para a sua companhia!

Empréstimo bancário

Uma das modalidades mais conhecidas por pessoas físicas e jurídicas para obter crédito é o tradicional empréstimo bancário. Nesta opção, os bancos oferecem dinheiro emprestado a empresas, com juros, que podem ser fixos ou variáveis, e com prazos distintos.

Empréstimo com garantia

Semelhante ao tipo anterior, o empréstimo com garantia é outra forma de obter recursos financeiros, com juros e prazos específicos, por meio de bancos. A diferença é que ele exige o asseguramento de um bem, geralmente imóveis ou veículos, para o acordo ser realizado.

Por conta dessa característica, o risco de inadimplência para o credor será menor. Como resultado, as taxas de juros tendem a ser mais atrativas e os prazos costumam ser maiores.

Empréstimo via BNDES

Mais uma opção para obter dinheiro para seu negócio é por meio do empréstimo via BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Trata-se de uma linha de crédito voltada para micro, pequenas e médias empresas.

Para ter acesso a essa modalidade, é preciso procurar o seu banco de relacionamento e solicitar aprovação do crédito. Essa alternativa costuma ter uma taxa de juros mais atrativa, além de condições mais favoráveis em comparação com as opções anteriores.

Já o prazo costuma variar entre cinco e dez anos — o que pode comprometer o seu desembolso, a depender do valor levantado.

É importante ter em mente que, quanto menor o prazo, maior será o seu gasto mensal. Esta é uma situação que afeta não apenas o montante que você pode levantar, como também pode comprometer uma parte maior da rentabilidade da sua empresa.

Empréstimo para capital de giro

Até aqui, você conferiu algumas opções de empréstimos que podem servir para os mais diversos fins. Porém, se você precisa de crédito para capital de giro, pode recorrer a uma linha específica para isso.

Essa opção tem algumas características e condições diferentes das alternativas anteriores. Por exemplo, ela costuma ter prazos e valores menores — ajudando a empresa a não contrair dívidas tão elevadas.

Essa modalidade pode ser utilizada, por exemplo, para pagamento de fornecedores e colaboradores, quitação de aluguéis etc.

Mais alternativas

Além das possibilidades apresentadas anteriormente, é válido saber que existem outras soluções no mercado que permitem captar recursos, como antecipação de recebíveis, crowdfunding (financiamento coletivo), financiamentos, home equity, investidor-anjo, P2P (peer to peer) e Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte).

Então, se você quer mais opções para explorar, saiba que essas modalidades também possibilitam a obtenção de capital para seu negócio.

Como escolher a linha de crédito ideal para a empresa?

Ao descobrir os diferentes tipos de empréstimo para empresas, falta saber como escolher a linha de crédito ideal para o seu negócio. Afinal, esta é uma decisão primordial e que requer uma análise cuidadosa por parte da gestão.

Confira os principais pontos que você deve considerar para escolher a linha de crédito certa para a sua empresa!

Avalie as necessidades do seu negócio

Em primeiro lugar, você deve avaliar quais são as necessidades financeiras da sua empresa e quais investimentos são prioritários. Isso ajudará a direcionar a escolha para a linha de crédito mais adequada.

Analise a capacidade de pagamento da empresa

O passo seguinte é verificar qual a capacidade financeira da empresa para cumprir as obrigações de pagamento do empréstimo. Lembre-se de que é fundamental escolher uma linha de crédito cujas parcelas possam ser pagas consistentemente, sem prejudicar as operações do negócio.

Verifique a reputação e a solidez da instituição financeira

Ao considerar as necessidades do seu negócio, bem como a capacidade da empresa para pagar o empréstimo, é hora de encontrar a instituição financeira que disponibilizará o capital. Para tanto, faça pesquisas e verifique a reputação e a solidez do banco ou fintech etc.

Ademais, veja se ela é regulamentada pelo Banco Central. Dessa forma, você poderá escolher uma instituição séria e de confiança para fornecer os recursos que a sua organização necessita.

Observe as taxas de juros praticadas

Durante a sua pesquisa por instituições financeiras, é essencial que você observe quais são as taxas de juros praticadas por cada uma. A partir disso, faça comparações e verifique quais delas oferecem as melhores condições.

Tenha em mente que taxas mais baixas significam menos custos para a empresa. Portanto, pode ser interessante buscar instituições que ofereçam tarifas mais competitivas.

Analise o prazo de pagamento

Além de observar as taxas de juros praticadas pelas instituições financeiras, é preciso que você verifique o prazo de pagamento que elas oferecem. Você deve se certificar de que ele seja compatível com a capacidade financeira do seu negócio.

Um prazo muito curto pode dificultar o pagamento das parcelas, ao aumentar o valor de cada uma, enquanto um período muito longo tende a majorar o custo total do empréstimo. Portanto, procure o equilíbrio nessas contas.

Leia atentamente as condições contratuais Depois de considerar todas as questões anteriores, é hora de fechar negócio com a instituição financeira escolhida. Nesse momento, leia atentamente o contrato do empréstimo e verifique todas as condições estabelecidas, como taxas, prazos, carência, possibilidade de antecipação de parcelas, penalidades por atraso.

É fundamental se certificar de que todas as cláusulas do contrato estão claras, seguindo o que foi combinado entre as partes.

Como utilizar esse crédito?

Agora que você já conhece os tipos de empréstimo empresarial e sabe como escolher a linha de crédito ideal, é válido entender como usar esse dinheiro corretamente. Isso é essencial para que você utilize o crédito obtido com responsabilidade e planejamento.

Mesmo que existam linhas de crédito específicas para determinados fins, é importante analisar cuidadosamente a necessidade do negócio antes de utilizar o dinheiro. Pode ser o caso de pagar dívidas e regularizar pendências ou investir no crescimento.

Além disso, é necessário fazer um planejamento financeiro sólido e realista, que considere a utilização dos recursos, as parcelas do empréstimo e sua capacidade de pagamento. Assim, a empresa evita o endividamento excessivo e garante a sua sustentabilidade financeira.

Por último, mantenha um controle rigoroso dos gastos relacionados ao empréstimo e monitore o impacto das decisões financeiras na saúde geral da empresa. Ao seguir essas dicas, você poderá utilizar esse crédito corretamente.

Entendeu como escolher o melhor tipo de empréstimo para a sua empresa e como utilizá-lo adequadamente? Como você viu, existem diversos pontos que devem ser considerados. Portanto, não os negligencie na hora de recorrer a uma linha de crédito para o seu negócio.

Que tal aproveitar os diferentes investimentos do mercado com uma instituição sólida e completa? Abra sua conta com a Delta

Fonte: btg


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *